Nenhum&ninguém

by Pumuca

/
1.
02:54
2.
3.
03:28
4.
5.
6.
7.
03:47
8.
01:05

about

Gravado entre 2013/2014 no Esplanada, Pouso Alegre-MG.
Todas as músicas são de autoria de Paulo Miranda.

credits

released April 26, 2015

tags

license

all rights reserved

about

Pumuca Pouso Alegre, Brazil

Paulo é compositor desde menino.Aprendeu violão sozinho e sempre tocou e cantou suas próprias composições.É um tipo de cancioneiro que compõe de forma simples, porém vanguardista, livre e aberta às novas sonoridades. Após alguns anos trabalhando com o PUMU, ao lado de Rafael Miranda,seu irmão, Paulo reuniu algumas canções e lança seu 3 terceiro trabalho solo, paralelamente. ... more

contact / help

Contact Pumuca

Streaming and
Download help

Track Name: Monólogo Vs Diálogo
Bagunça
Entre os móveis
Trapos tristes
Imóveis

Rebola a sujeira
Debaixo da bola
(Rebola, rebola)

Uma mola se enrola
Sob a poeira

"Espelunca
Nunca vi igual
Tem que ser (louco) total! (uau!)"
Eu vou indo bem
Ou indo bem mal?

A espera d'um...
A espera de um sinal
A espera d'um...
A espera de um final

A espera do que?
A espera de quem?
A espera do que, diacho?
Me diga por quê
Me diga com quem
Me diga(me diga) o que é que eu faço?
Quimera do que?
A espera de quem
Que primavera o que...
Ruínas no riacho

Acho que não me encaixo ali

"Saia daqui
Pelo amor de deus
Onde já se viu!?
Que bicho lhe mordeu?"
Saiu dalí
Deu graças à deus
Onde se feriu
Que verme o corroeu?

Folk
Track Name: Clarim
Chegou
Já vem ela lá

Na nave que freme
Vou te ceder
Meu lugar no leme
Siga em outra direção
Onde a escuridão
Do rio sombrio
Não te queime

A água trazia terra vermelha
Folhas e bolhas de cetim
Sim, há um clarim em mim
Sim, há um
Clarim em mim
Sim

Um

On´cê vai?
On´co vô?
On´cê tá?
On´co tô?

Pron´co vô?
On´co tô?
Pron´co vim?
Pron´co vô?
Track Name: Cenário imaginário
Aquela
Flor
Amar-ela
Num cenário imaginário
Como os zóio dela

(...)
Nuvem crespa
Noite longa
Envolta e dentro
Viu o céu
(É quente?)
Experimente
Invente o que quiser
Quer ela realmente viver?
E se deveras
A primavera
Ou a quimera dela chegará

Ah, se vier
Ah, se vi
Se há uma viela lá
Se vi ela lá no mar
Track Name: Crime passional
Na noite turva
Na curva da estrada:
"Ó, minha fada
De lã negra trajada
Esfaqueada na encruzilhada (ô)"
Como foi?
Como sucedeu?
Não vi, não cri, não fui eu
E se foi
E se..
Como vou esconder?

Não sei
Não sei se vou
Não sei se vou entender

Não sei
Não sei se vou
Não sei se vou compreender

Não sei(se vou não sei)
Não sei se vou
Não sei se vou achar
Tentar encontrar
Forjar uma pista
Um sinal

Não sei
Não sei se vou
Não sei se vou entender

Não sei
Não sei se vou
Não sei se vou compreender

Não sei(se vou não sei)
Não sei se vou
Não sei se vou achar
Tentar me enganar
(Eliminar?)
Negar até o final

Não sei
Não sei se vou
Não sei se vou entender

Não sei
Não sei se vou
Não sei se vou me entregar

Não sei
Não sei se vou
Não sei se vou me matar

Não sei
Não sei se vou

Se vô, se vô, se vô
Se vô, se vô, se vô
Se vô? não sei
Se vô não sei
Não sei
Track Name: Minha garota (você não me pertence)
Teve de deixar o lar
Tornou a voltar
Pôs-se a si enrolar
E não mais voltou

Caiu, caiu
Caiu no mar
Afogou
Caiu no mar afogou
Foi pro lado de lá, foi
Caiu no mar
Afundou

(...)

Oh, my girl
You don´t belong (to me)
Why I recognize
While I smile along?

Oh, those pearls
If you came along
We will feel fine
We are diamonds

Oh, my girl
You don´t belong (to me)
Why I recognize
While I smile along?

Oh, those pearls
In a world
Just for carry on
Carry on

Oh, my girl
You don´t belong (to me)
Why I recognize
While I smile along?
Track Name: Nunca mais
Nunca mais te vi
Na neblina da cidade
Nunca mais ouvi
Aquele alarde na tarde
Pareço um zumbi
Na cegante claridade

Nunca mais te vi
Na cegante claridade
Nunca mais ouvi
Aquele alarde na tarde
Pareço um zumbi
Na neblina da cidade

Nunca mais
Nunca mais